2017 – Aditamentos efetuados pela internet

De acordo com informações fornecidas pelo Ministério da Educação (MEC), as renovações contratuais do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) poderão ser efetuadas a partir do dia 16 de janeiro, pela internet através do Sistema Informatizado do Fies (SisFies).

O SisFies foi criado para evitar o surgimento de problemas iguais aos ocorridos no ano passado. Este sistema online, desenvolvido para realização dos aditamentos, foi uma das primeiras medidas divulgadas pelo MEC para este ano.

Estes aditamentos são destinados apenas para os contratos formalizados até o dia 31 de dezembro de 2016. As novas inscrições para quem deseja usufruir do financiamento estudantil estão previstas somente para o mês de fevereiro.

A solicitação de aditamento é efetuada, inicialmente, pelas faculdades, porém a validação do cadastro se dá através da confirmação, feita pelos estudantes, dos dados fornecidos pelas instituições no SisFies, sendo as renovações feitas semestralmente.

As instituições tem o período de 09 de janeiro até o dia 30 de abril para inserir os dados dos estudantes que buscam a chance de ingressar em um curso superior por meio do financiamento estudantil. Após os cadastros dos beneficiados pelo Fies serem efetuados pelas instituições de ensino, os estudantes devem confirmar seus dados fornecidos ao sistema.

A renovação dos aditamentos, quando não há alterações contratuais a serem realizadas, é formalizada a partir da validação do estudante no sistema. Em caso de quaisquer alterações nas cláusulas do contrato, para que haja renovação, é preciso levar a documentação atual ao agente financeiro.

 

Requisitos para participar do Fies

As instituições interessadas em integrar o programa tiveram até o dia 06 de janeiro para efetuar as inscrições no sistema. As regras para a seleção do FIES do primeiro semestre de 2017 foram divulgadas no final do ano passado pelo Ministério da Educação.

Além do limite de três salários mínimos para renda familiar, a nota mínima de 450 pontos e não ter zerado na redação em provas do Enem realizadas a partir de 2010 são requisitos obrigatórios aos estudantes interessados em participar do programa.

Atualmente, no país, mais de dois milhões de estudantes contam com o financiamento oferecido pelo governo. Por meio do Fies, cursos superiores podem ser financiados a uma taxa de 6,5% ao ano, onde o aluno começa a pagar sua dívida somente após a conclusão do curso e o percentual do custeio pode variar conforme a renda familiar per capita de cada estudante.

 

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/2017-01-09/fies.html