A universidade norte-americana Harvard Medical School, em Boston, disponibilizou 17 vagas que tiveram centenas de estudantes candidatados, um dos selecionados para o intercâmbio com um ano de duração foi Rafael José da Silva, 19 anos, filho de pedreiro e empregada doméstica. A seleção não foi uma prova tradicional e se baseava numa análise ampla das experiências estudantis e pessoais.

Apesar de sua família não ter uma renda que suportasse os seus gastos com os estudos no exterior, Rafael teve uma ideia para não desistir de seu sonho. A solução veio quando ele publicou a sua campanha na plataforma de financiamento coletivo Catarse no dia 10 de outubro.

O objetivo com o apoio financeiro seria pagar os custos relacionados com a viagem e a estadia durante o curso como passagem aérea, seguro-saúde, alimentação e estadia. O objetivo inicial seria de conseguir R$ 50 mil até o dia 31 de dezembro, mas os resultados vieram mais rápido do que pôde imaginar, em somente 10 dias, até quinta-feira (2), a campanha já havia arrecadado R$ 86 mil com o apoio de 948 apoiadores. Os doadores poderiam começar com R$ 20,00, sem limite máximo. Não há recompensa grande para os patrocinadores, mas fotos e um agradecimento pessoal. Entre os apoiadores, 11 pessoas doaram R$ 1.000,00.

Como o valor ultrapassou a meta inicial, o estudante Silva não precisará mais do apoio financeiro de seus pais e poderá fazer a sua formatura. A surpresa do jovem foi tão grande quanto o tamanho e a rapidez do apoio, pois outros estudantes que fizeram o mesmo intercâmbio conseguiram um apoio menor que demorou de dois a três meses.

O sonho de ser médico de Silva começou depois da experiência que teve com a sua avó, a quem era apegado. Quando tinha 13 anos, a sua avó teve o diagnóstico de câncer, o processo da doença motivou o estudante a se dedicar na área de medicina. Desde pequeno o seu interesse pela área era evidente, quando tinha 4 anos já procurava livros de anatomia em sebos da cidade e aos 10 anos comprava tubos de ensaio para brincar com os seus amigos.