A rede social Facebook é uma das empresas mais conhecidas do mundo, mas como toda empresa ela também tem seus dias de estresse e de perdas, é o que foi possível constatar com a queda do valor das ações da gigantesca da internet americana. Ao final do dia 26 de Julho de 2018 foi possível ver uma perda de aproximadamente 120 bilhões de dólares de acordo com a bolsa de Nasdaq, um valor tão alto que equivale ao PIB da Angola de 2018, e também configura-se como um recorde, uma empresa perder um valor tão absurdo assim em um único dia, valor esse que chega a ser o equivalente a 20% do valor da empresa. E isso afeta diretamente o patrimônio de Mark Zuckerberg, o que promove a diminuição de 16 bilhões de dólares do seu patrimônio total.

Tal fato ocorreu devido a desaceleração de novas contas criadas junto a marca e a crescente onda de novos aplicativos que tem crescido de forma bem acelerada como o WhatsApp e o Instagram, mas tal queda também se deu mediante a informação de que os valores das ações cairiam durante os próximos trimestres com o investimento pesado na privacidade das contas, e isso fez os acionistas e donos de papel ficarem um pouco pé atrás com a notícia a ponto de muitos deles venderem suas ações.

São vários os escândalos que rodeiam o Facebook e suas Timelines,que incitam influências sobre formas de voto para eleição de Donald Trump até mesmo a deletar contas de usuários sem autorização prévia, o roubo de senhas e logins de usuários também teve um grande impacto sob a reputação da rede social, a ponto de precisar a corte norte americana intimar o presidente da empresa para relatar sobre os casos de infringir as leis de privacidade dos usuários, todas essas são algumas das polêmicas a qual a gigantesca Facebook se vê passar. E o pior é que as notícias quanto a estimativa para os semestres seguintes de 2018 e início de 2019 também sejam desastrosos, o que deve ser levado em consideração é uma reformulação na estratégia da empresa para diminuir os gastos com tecnologia para evitar o roubo de informações e forçar a privacidade.